Está sem tempo para ler? Aperte o reproduzir abaixo e ouça o post em áudio!

Beto carrero com crianças de cinco anos

No mês de setembro passado estivemos mais uma vez no Beto Carrero World, passeio que já estava prometido ao Pedro há algum tempo. Essa foi a segunda vez dele no parque, a primeira foi aos 3 anos de idade, onde ele já se divertiu muito e ficou o gostinho de quero mais!

Passados dois anos, percebemos que o entendimento e o interesse dele pelo passeio estava maior, o que fez com que a experiência fosse ainda mais rica para a família.

A chegada

Chegamos no parque por volta de 10h (o parque abre às 9h), com os ingressos já comprados pela internet (recomendo muitíssimo, uma fila a menos para pegar). Passando a fila da entrada, a primeira parada que recomendo a quem vai com crianças é a tenda de medição – local onde os monitores do parque conferem o tamanho das crianças e colocam pulseiras de identificação. Isso é fundamental pois vários brinquedos exigem altura mínima e com a pulseira de identificação você poupa tempo, fora que já fica sabendo anteriormente se seu filho pode ir no brinquedo desejado ou não. Pedro mediu 1,15cm no parque, mas recebeu a pulseira de 1,10 cm (creio que por questões de segurança). Essa altura já foi suficiente para ele ir na Montanha Russa Tigor, que da primeira vez não foi possível (altura mínima de 1,10 cm).

Beto Carrero em um dia: vale à pena?

Vejo muitas pessoas se perguntando se vale à pena ir ao Beto Carrero num único dia, ou se é melhor reservar dois ou mais dias. Bom, pela minha experiência, cada vez mais penso que o IDEAL seriam dois dias, pois assim é possível ir aos brinquedos (muitos têm filas gigantescas) e assistir aos shows.

Maaas, nem sempre o ideal é o POSSÍVEL, né? Nesses casos, dá sim pra curtir o parque também em um único dia, mas saiba que você terá que fazer algumas escolhas, e não vai dar tempo de ver tudo. No nosso caso, nas duas vezes que fomos, compramos o passaporte de um dia, por opção mesmo, porque acreditamos que para uma criança pequena já seria suficiente. Dessa vez não deu pra assistir ao show Madagascar (que recomendo fortemente) mas em compensação fomos em brinquedos que não tínhamos ido da primeira vez.

Nosso dia no parque ficou mais ou menos assim:

 

Tripkland

Parada obrigatória para quem vai com crianças. Devido às filas, conseguimos ir nas xícaras malucas, e de lá já seguimos para a praça de alimentação almoçar. Mas tem vários outros brinquedos legais nessa área como: roda gigante, baby elefante, carrossel…

Ainda voltamos pra cá mais tarde para ir na Montanha Russa Tigor e no Dumbo. Vale a pena ficar um tempo por aqui.

Hot Weels

Aqui foi a estrela do dia! Na verdade, o objetivo desse passeio, desde o início, era conhecer a área temática do Hot Weels, que foi inaugurada em junho de 2018. Pedro é simplesmente apaixonado por esses carrinhos, nem pensar em perder o horário do show. Então, o plano era almoçar cedo e já se dirigir para o local do show, que começaria às 13h. Chegamos com 30 minutos de antecedência e foi bom, pois conseguimos nos acomodar e aguardar o horário do show com conforto.

A apresentação é um espetáculo, alia elementos lúdicos do universo infantil com as manobras radicais de carros, motos e um caminhão, devidamente caracterizados com a marca Hot weels. Encanta adultos e crianças! Apenas teria restrições com crianças muito pequenas, pois o barulho é alto, e o cheiro de borracha queimada pode incomodar.

Depois do show, paradinha rápida na loja oficial para conhecer as novidades e comprar uma pista nova para a coleção.

Ainda na área temática Hot weels o Pedro dirigiu seu próprio carrinho (brinquedo pago a parte) e se divertiu muito. Certamente, foi essa área dentro do parque o ponto alto do passeio!

 

Madagascar

Uma das áreas mais bonitinhas do parque, colorida e bem animada! Dessa vez não conseguimos assistir ao show, mas passeamos, tiramos fotos com os personagens, paramos para comer pipoca e descansar um pouco.

Vila Germânica

 É lá que está a Tigor Mountain, uma montanha russa que crianças podem andar. Como o Pedro mediu 1,10m lá, ele foi liberado para brincar na montanha russa, que é bem divertida e bastante segura.

Também foi aqui que tiramos fotos com o Shrek e sua turma. Aliás, esse foi um diferencial de nosso passeio desta vez. Em vez de ficar correndo pelo parque para ir em todos os brinquedos possíveis, decidimos curtir com calma, priorizando os interesses do Pedro (afinal, o passeio era pra ele se divertir). Como ele gostou muito de encontrar vários personagens infantis, tiramos fotos com praticamente todos eles! Você só precisa se informar no parque quanto aos horários e locais em que cada personagem costuma aparecer, e chegar com uns 10 minutos de antecedência para pegar fila (eles são bem pontuais).

Avenida das Nações

é onde fica a praça de alimentação, e, entre outras, a atração do Betinho Carrero 4D, um cinema com poltronas que se movimentam e interagem com o filme. Fomos e foi bem divertido.

Ainda tem o Mundo Animal, Terra da Fantasia, Ilha dos Piratas, Velho Oeste, que já conhecíamos e optamos por não ir, para ganhar tempo. Tem ainda a parte de Aventura Radical, mas esta é obviamente mais direcionada para adultos, além do que tem sempre as piores filas, então, ficou pra outra vez…

Nosso dia foi bem preenchido e ficamos até quase perto da hora de fechar, porque é normal perder muito tempo em filas e em deslocamento de um ponto a outro. Além disso tem também as paradas para ir ao banheiro (sempre com filas) e para um lanche e almoço, acaba que o tempo passa voando. Mesmo assim, para quem não pode ou não quer separar dois dias para ir ao parque é possível sim conhecer bastante do local num único dia, apenas tenha em mente que você vai precisar eleger suas prioridades.

No final, as crianças vão amar o passeio e os adultos também!

Gostou? Compartilhe!
Siga Mãe Ligada também nas redes sociais: Instagram, Facebook e Pinterest.

( Atualizado em: 30 de agosto de 2019 )
Compartilhar: