Está sem tempo para ler? Aperte o reproduzir abaixo e ouça o post em áudio!

Manter uma rotina de estudos é fundamental para as crianças.

Por aqui estamos no primeiro ano do ensino fundamental, o que nos trouxe uma série de desafios. A transição da educação infantil para o início da fase escolar é um momento muito importante na vida da criança e de toda a família, pois é quando as obrigações escolares se intensificam. Fazer as lições ou tarefas escolares diariamente é um compromisso das crianças que deve ser cobrado pelos pais, já que faz parte das atribuições que envolvem essa nova fase.

Contudo, nem sempre é fácil fazer com que os pequenos se interessem por este momento. Principalmente para as crianças menores, que ainda não tem maturidade para compreender que a lição de casa faz parte do processo de consolidação do conteúdo aprendido em sala, e que por isso não pode ser negligenciada.

Nesse momento é muito importante lançar mão de estratégias que auxiliem a família a preparar essa criança para que o momento da lição seja tranquilo e de muito aprendizado.

A rotina de estudos diária é fundamental para consolidar o conhecimento do conteúdo aprendido em sala de aula e para ensinar postura de estudo aos pequenos, de modo que é importante insistir para que este momento se torne cada vez mais tranquilo.

Algumas dicas:
  • Criar uma rotina de estudos diária

Não adianta, todo hábito só vem com a repetição. Por isso é muito importante criar uma rotina diária de estudos e incluir nela o momento da lição, para que a criança se acostume a isto como algo que faz parte de sua rotina. Definir um horário todos os dias faz com que a criança tenha mais compromisso com a tarefa, além de trazer previsibilidade, o que diminui comportamentos inadequados (o calendário visual também pode ser usado para isto – falei sobre como eu uso aqui).

  • Tenha um local definido

Estudar cada dia num lugar diferente atrapalha a concentração da maioria das crianças. O ideal é definir um local específico para isto: separe um cômodo da casa, de preferência iluminado e silencioso, e ensine a criança que ali será o local para estudo. Evitar excesso de distrações também pode ajudar, assim como manter tudo que a criança precisa para estudar sempre por perto – material escolar, lápis, borracha, canetas, tesoura, cola, etc. Em breve faço um post mostrando o cantinho de estudos que estamos preparando aqui ;).

  • Se mostre presente

Pelo menos no início, é fundamental mostrar apoio, e para isso é importante acompanhar de perto. Você pode começar ficando ao lado, depois no mesmo quarto, e a medida que seu filho for se acostumando você pode ir se afastando, mas sempre deixando claro que está disponível para ajudar sempre que ele precisar. Isso ajuda a criança a ganhar confiança em si mesma.

  • Não faça a lição por ela

Toda tarefa escolar é pensada conforme o conteúdo previsto para a série em que a criança está, logo, deduz-se que seu filho é plenamente capaz de realizá-la. Se a criança apresentar dificuldade, auxilie, dê exemplos, explique, converse, ajude-o a encontrar o erro, mas não faça a lição por ela. Faz parte da construção da autonomia da criança realizar sozinha suas tarefas, além de reforçar o conceito de compromisso.

  • Motive

Incentive seu filho a concluir a lição e elogie seu esforço quando a tarefa for concluída. Isso funciona como uma pequena recompensa pelo esforço e motiva-o a continuar se empenhando, o que gera autoconfiança (falei mais sobre como eu uso quadros de incentivo aqui. Vale muito à pena dar uma olhada).

  • Respeite o tempo da criança

Nem todos serão rápidos para escrever uma frase ou fazer uma conta de adição. Nossa tendência como adultos é sempre querer atropelar o andamento das coisas, mas nessa hora é importante respeitar o tempo da criança, sem demonstrar impaciência. Também não compare o desenvolvimento entre os irmãos ou de seu filho com o filho da amiga – cada criança tem seu ritmo próprio de aprendizagem. Mesmo as crianças que possuam algum transtorno de aprendizagem são capazes de aprender, portanto, respeitar a individualidade de cada um é fundamental para tornar o momento de estudo algo agradável.

  • Na dúvida, procure ajuda

Se mesmo assim você perceber que há uma dificuldade recorrente, ou que o momento do estudo em casa é sempre um caos, não espere, procure ajuda! Você pode solicitar uma reunião na escola para compartilhar suas dificuldades e pedir algum tipo de orientação. Ou mesmo consultar uma psicóloga infantil ou psicopedagoga para uma avaliação mais detalhada. Existem casos que realmente necessitam de uma intervenção profissional, mas só um especialista vai poder avaliar a necessidade.

Com a estratégia certa, seu filho certamente encontrará as melhores condições de aprender e tornar esse momento de estudo em casa cada vez mais agradável.

Siga Mãe Ligada também nas redes sociais: Instagram, Facebook e Pinterest.

( Atualizado em: 29 de agosto de 2019 )
Compartilhar: