Está sem tempo para ler? Aperte o reproduzir abaixo e ouça o post em áudio!

Algumas palavras de aconchego para uma nova mãe.

Estou para ir visitar uma pessoa querida que foi mãe recentemente. Enquanto aguardo o momento mais propício para isto (acho elegante esperar um pouco para fazer visitas a recém-nascidos e importante ligar antes para avisar que pretende visitá-los), me peguei pensando o que poderia dizer para essa nova mamãe.

Eu entendo o que você esta sentido.

Sim, eu compreendo! Compreendo e vibro com sua felicidade, aquela que todos vêem e celebram, mas também entendo aquela angústia, aquela dor e aquele medo escondidos lá no cantinho do seu coração. Não é fácil ser mãe. Em nenhuma fase da maternidade, mas esta de mãe recém-nascida é especialmente cruel. 

Ser uma mãe recém-nascida é ser invisível aos olhos alheios. Afinal, as visitas são sempre para o bebê, os olhares e preocupações também. Os presentes, claro, são todos do bebê! Poucos se preocupam se aquela mãe está bem em sua saúde, mas principalmente com seus sentimentos. “É óbvio que está feliz”, dirão. Acabou de realizar o sonho de ser mãe, teve um filho saudável, não tem motivos para não estar feliz.

Pena que a vida não é tão simples sempre assim.

Você está com medo de não dar conta de tudo. Você está cansada e com sono. Você sente que não pode se abrir com todo mundo. Você gostaria de ter mais ajuda física e mais acolhimento com o seu momento.

Não se sinta ingrata. Você é apenas humana.

E como ser humano que é, pode ter sentimentos conflitantes. Não se culpe por desejar dormir mais do que ficar com seu bebê. Sei que a rotina de mãe recém-nascida é extenuante, e tudo que você não precisa agora é de julgamentos.

Tudo vai passar.

Pode até parecer estranho dizer isso mas, sim, esse turbilhão de loucuras que você está vivendo agora vai passar. Não sei quando, pois cada uma de nós trilha seu próprio caminho, uns mais diretos, outros mais sinuosos. Uns mais planos, outros com altos e baixos… Mas para todas, a tempestade passa!

Estamos juntas.

Sororidade materna para você mamãe recém-nascida. Conte comigo e com as outras mulheres de sua rede de apoio. Peça ajuda, não se envergonhe! Não é fracasso admitir que precisa de ajuda. Ela é necessária para reencontrar a sua sanidade, e se descobrir quem você é, ou, quem, a partir de agora, você se tornou.

Uma versão melhor de si mesma, que a partir de agora enxerga o mundo com os olhos de uma mãe.

Gostou? Compartilhe!
Siga Mãe Ligada também nas redes sociais: Instagram, Facebook e Pinterest.

( Atualizado em: 30 de agosto de 2019 )
Compartilhar: