brinquedos por idade

Está sem tempo para ler? Aperte o reproduzir abaixo e ouça o post em áudio!

Que brinquedos comprar de acordo com cada faixa etária?

O dia das crianças está chegando e nessa data sempre bate a dúvida sobre que brinquedos comprar para presentear seu filho, afilhado ou sobrinho. Nessa hora é comum ter dúvidas se o brinquedo escolhido é do interesse da criança e, principalmente, se é adequado à sua idade.

Crianças de idades diferentes possuem, além de interesses diferentes, graus de desenvolvimento diferentes, o que implica até em risco à segurança da criança oferecer a ela um brinquedo incompatível com sua faixa etária.

Brinquedos com peças pequenas e soltas, por exemplo, são totalmente contra-indicados para as crianças menores, que ainda costumam levar objetos à boca. Esses peças podem ser facilmente engolidas pela criança, causando grande risco de sufocamento.

brinquedos por idade

Por isso, para dar uma ajudinha na hora de escolher o brinquedo mais adequado, aqui vai uma lista de sugestões com base nas recomendações de especialistas:

Bebês até 18 meses

Brinquedos coloridos, que estimulem os sentidos e sejam leves de manusear. Chocalhos e todo tipo de brinquedos musicais, livros com texturas, bonecas de pano e ursinhos de pelúcia, brinquedos com blocos de montar e peças de encaixe são muito bem-vindos.

Crianças de 18 meses a 3 anos

Brinquedos que estimulem a parte motora são ótimos nessa fase. Bolas, brinquedos infláveis, carrinhos (evite os muito pequenos) são perfeitos, assim como brinquedos de instrumentos musicais: pandeiro, tambor, piano… Ainda são indicados os brinquedos de montar e desmontar, e quebra-cabeças mais simples.

brinquedos para cada idade

Crianças de 3 a 6 anos

É o momento de introduzir os brinquedos de faz-de-conta, para estimular o lado imaginário da criança. Fantasias de princesa ou super heróis, e brinquedos que simulem fatos do cotidiano, como: caixa registradora, mercadinho, salão de beleza, maleta de médico, mini fazendinha, jogos com pratinhos e comidinhas, telefone, bonecas e casas de boneca, fantoches… E por aí vai, a lista é imensa!
Também são indicados jogos que estimulem o lado cognitivo da criança, como jogos de tabuleiro, jogo da memória e jogos com cartas, sempre respeitando a faixa etária indicada na embalagem do produto.
Também é aqui o momento ideal para presentear a criança com a primeira bicicleta (com rodinhas laterais, obviamente).

Crianças de 6 a 9 anos

É a fase em que as crianças intensificam a convivência social com seus pares, pois marca também o início da vida escolar no ensino fundamental. Jogos de tabuleiro mais sofisticados, que requeiram tomada de decisões mais estratégicas, e para serem jogados em grupo, são boas sugestões para as crianças dessa idade. Nessa faixa etária também costumam se interessar por instrumentos musicais, jogos eletrônicos e atividades esportivas, o que também pode render boas dicas de presentes de acordo com o interesse pessoal da criança.

brinquedos para cada idade

Crianças de 9 a 12 anos

Nessa fase a criança já consegue expressar totalmente suas vontades, de modo que se torna mais fácil saber sobre seus gostos e interesses. De toda forma, brinquedos que estimulem o cérebro e a criatividade são bastante indicados, como: jogos de tabuleiro e de mesa, livros, equipamentos eletrônicos e esportivos.

brinquedos para cada idade

De modo geral, ao comprar um brinquedo para uma criança, tente sempre que possível se fazer as seguintes indagações:

  • Esse brinquedo é seguro para a criança? (não contém peças que possam se soltar e machucar a criança, ou ser engolidas no caso dos bebês);
  • Quais habilidades esse brinquedo vai ajudar a desenvolver? (estimula o desenvolvimento motor, a criatividade, o raciocínio, a linguagem?);
  • O brinquedo pode ser compartilhado caso a criança tenha irmãos? Ele proporciona que a criança tenha interação com outras crianças ou é um brinquedo que a isola? (acima de tudo, o brinquedo serve para divertir a criança, e não para torná-la egoísta e individualista);
  • Os benefícios esperados compensam o investimento? (brinquedos são caros, e nem sempre, valem o custo-benefício. Por isso sugiro avaliar o quesito preço também, e, se achar que não vale o dinheiro investido, substitua por outra opção mais em conta).

Com essas dicas vai ficar fácil encontrar o brinquedo certo para cada criança!

Gostou? Compartilhe!

Siga Mãe Ligada também nas redes sociais: Instagram, Facebook e Pinterest.

( Atualizado em: 28 de setembro de 2019 )
Compartilhar: